Nesta segunda-feira (30), o governo federal inaugurou terceira estação de bombeamento (EBV-3) do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco, em Floresta (PE).

A estrutura vai impulsionar a água por mais 60,9 quilômetros rumo à Paraíba e Pernambuco.

“Nós estamos conseguindo antecipar prazos, o que na história deste País é algo totalmente destoante. Estaremos no próximo mês de fevereiro inaugurando as estações de bombeamento quatro, cinco e seis e, já na primeira semana de março, fazendo a tão sonhada chegada da água do São Francisco até o estado da Paraíba”, afirmou o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, durante inauguração da obra, que contou com a presença do presidente da República, Michel Temer.

A prioridade da pasta são as regiões mais afetadas pela seca. Por isso, foi autorizado o repasse de R$ 40,4 milhões para o início do Ramal do Agreste, obra que vai garantir o abastecimento de 72 cidades pernambucanas com as águas do rio São Francisco. Com orçamento total de R$ 1,2 bilhão, o empreendimento terá 70,8 quilômetros de extensão, incluindo canais, túneis, aquedutos, estação de bombeamento e barragens. “São investimentos federais que garantem efetividade ao Projeto de Integração, para que a água seja entregue às companhias de abastecimento e, consequentemente, chegue às torneiras do povo”, frisou Barbalho.

O projeto

Maior obra de infraestrutura hídrica do País, o Projeto de Integração do Rio São Francisco levará água para mais de 12 milhões de pessoas em 390 municípios dos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte.

A estrutura é composta por dois eixos: Norte, com 260 quilômetros, e o Leste, com 217. Todas as obras físicas necessárias à passagem da água no Eixo Leste foram finalizadas em dezembro de 2016. As águas avançam pelas estruturas rumo a Pernambuco e à Paraíba. Com 93,4% de obras físicas executadas, o Eixo Norte está previsto para ser concluído no segundo semestre deste ano, após finalização de serviços necessários à passagem da água do rio. A expectativa é atender o reservatório Jati (CE) em agosto e a Região Metropolitana de Fortaleza em setembro de 2017.

As estações do Eixo Leste incluem as barragens de Poções, em Monteiro (PB), e Camalaú, no município paraibano de mesmo nome. Esse conjunto de obras vai garantir que as águas do Velho Chico cheguem à Paraíba no primeiro trimestre deste ano. A primeira cidade paraibana a ser beneficiada é Monteiro.

Essas barragens estão sendo recuperadas e modernizadas com recursos federais. As estruturas receberão a água que avança pelos canais do projeto de integração e chegará à Paraíba a partir da barragem Poções, localizada em Monteiro. De lá, seguirá pelo rio Paraíba percorrendo mais 130 km até alcançar o reservatório Boqueirão, que atende Campina Grande.

Com capacidade superior a 29 milhões de metros cúbicos, a barragem Poções receberá investimentos federais que totalizam R$ 19,5 milhões. Já a barragem Camalaú, localizada no município paraibano de mesmo nome, possui capacidade de 46 milhões de metros cúbicos. O investimento do governo federal na recuperação e modernização é de R$ 4,6 milhões. O Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), órgão vinculado ao Ministério da Integração Nacional, é responsável por recuperar e modernizar 24 barragens estratégicas que receberão a água do Projeto São Francisco.

Fonte:  Ministério da Integração