Mais de 4 milhões de agricultores são apoiados por políticas públicas do governo federal

Nesta segunda-feira (24), a Lei da Agricultura Familiar completa 11 anos de criação. Uma das práticas que compõem essa atividade é a criação de porcos, chamada de suinocultura, também comemorada nesta data.

O País é o quarto maior produtor de carne suína no mundo e o terceiro em potencial de crescimento da produção, de acordo com levantamento do anuário brasileiro da agricultura familiar do ano passado. Cerca de 59% dos suínos são oriundos da agricultura familiar.

Ao todo, as políticas públicas do governo federal beneficiam quatro milhões de agricultores por meio da Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP). Por isso, os investimentos no setor são maciços: a Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead) investiu R$30 bilhões na safra 2017/2018.

Para o subsecretário da Agricultura Familiar da Sead, Everton Ferreira, ao investir na agricultura familiar se está investindo em mais alimentação e em preços melhores. “A agricultura familiar é um importante elemento na distribuição de renda, no crescimento social, no combate à pobreza e na sustentabilidade no campo”, ressalta Everton.

Segundo o órgão, metade dos itens da cesta básica são produzidos pela agricultura familiar, além de impulsionarem a produção de orgânicos.

Fonte:  Ministério do Desenvolvimento Agrário