Escolas devem escolher as coleções que mais se adequam aos seus programas pedagógicos

A lista de 97 livros didáticos aprovados por professores da rede pública que farão parte do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) do ano que vem foi publicada no Diário Oficial da União(DOU) desta terça-feira (4).

Nesta próxima etapa, as escolas vão selecionar as coleções que mais se adequam aos seus programas de ensino. A partir do dia 21 de agosto as instituições poderão indicar as obras.

Em parceria com editoras e Correios, o Ministério da Educação vai distribuir os livros. A previsão é de que as obras cheguem às escolas entre janeiro e fevereiro do ano que vem.

Diretores e secretarias de Educação receberão uma chave de acesso para cada escola e, durante o período de escolha, os envolvidos poderão analisar o conteúdo da obra.

Programa

O PNLD distribui, em todas as escolas públicas da educação básica, livros didáticos, literários e dicionários para uso em sala de aula. A cada ano, o programa atende a uma parte da educação básica: educação infantil, anos iniciais e anos finais do ensino fundamental e do ensino médio.

Como novidade, as escolas também vão receber softwares e jogos educacionais, bem como outros materiais de apoio à prática pedagógica. A partir de 2019, os livros dos anos iniciais serão consumíveis, ou seja, todos os volumes do primeiro ao quinto ano passarão a ser do aluno, que não precisa devolvê-los no fim do ano letivo. A mudança permitirá a melhora do processo de avaliação durante a execução do programa.

Fonte:  Ministério da Educação