Recursos serão para realização de projetos voltados para melhoria na orla, implantação do Museu da História da cidade e do Arquivo Público

A capital baiana, Salvador, receberá US$ 105 milhões, o equivalente a cerca de R$ 300 milhões, do Programa Regional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur), para a realização de projetos voltados à melhoria na orla, a implantação do Museu da História da Cidade e do Arquivo Público.

Serão US$ 52,5 milhões da prefeitura solteropolitana e outros US$ 52,5 milhões do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Este é o primeiro contrato firmado entre a Prefeitura de Salvador e o BID.

Além do dinheiro do banco internacional, Salvador conta com um investimento de R$ 36 milhões do Ministério do Turismo, voltados para obras de infraestrutura turística.

De acordo com representante do BID no Brasil, Hugo Flores, uma das missões prioritárias do banco é a inclusão de negros e mulheres. “A assinatura do contrato é o primeiro passo, mas temos de ficar atentos à execução para termos sucesso e podermos celebrar também a finalização dos investimentos”, afirmou.

O prefeito de Salvador, ACM Neto, comentou a importância do turismo para a economia local. “A nossa Bahia tem na atividade turística uma de suas principais indústrias, responsável pela geração de empregos e renda”, informou. Em Salvador, a coordenação executiva do Prodetur ficará a cargo da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult).

Fonte:  Ministério do Turismo